16/09/16

Warp

Em 1996, o movimento de quadrinhos em BH estava no auge! Dezenas de quadrinistas, trabalhando individualmente ou reunidos em grupos, revistas regulares e esporádicas, páginas de crítica de HQ em jornais, programas na TV, festas de lançamento e eventos em lojas... O que no começo daquela década surgiu de maneira insipiente e desconexa atingia então seu ponto de ebulição, dando vida a uma verdadeira “cena quadrinística”. Quem não viveu aquele momento talvez não entenda a dimensão de toda a efervescência cultural que, antes mesmo dos grandes eventos como a Bienal Internacional e as edições do FIQ, já fazia de BH a capital brasileira dos quadrinhos.

Naquele ano, eu produzia as edições da revista Solar e me preparava para, no ano seguinte, lançar sua substituta, a Caliban. Para a nova publicação regular, além da continuação da série original do Solar, eu criava novas HQs e personagens. Entre eles, estava o alienígena Warp, que ganharia forma no expressivo traço do amigo Laz Muniz, que todos podem conferir na ilustração acima. Tendo apenas duas HQs publicadas, nos números 1 e 4 da revista, a série Warp era ao mesmo tempo uma paródia e uma crítica. Uma paródia dos muitos clones de um certo herói mutante de garras afiadas e uma crítica à violência gratuita superexplorada nos quadrinhos da época.

Olhando hoje para aquelas HQs e incluindo aí o roteiro de um terceiro capítulo que não chegou a ser desenhado, mais que a paródia ou a crítica aos quadrinhos da época, o que se sobressai são os “vilões” e as situações escolhidos para Warp enfrentar: uma gangue de neonazistas atacando uma mulher, um maluco religioso que mata pessoas a esmo e um grupo de mauricinhos que se diverte incendiando moradores de rua. Duas décadas depois, talvez esses temas pareçam até mais presentes do que em 1996... De qualquer forma, não deixo de me admirar também com a velocidade como o tempo passou, e que outro de meus personagens já esteja completando 20 anos de criação!

02/09/16

Histórias Extraordinárias!

O incomum, o inesperado, o extraordinário... Anjos e demônios, monstros e alienígenas povoam as páginas de Histórias Extraordinárias, coletânea que reúne as HQs “Confissões de um pobre diabo” (publicada originalmente em 2003 na revista Apócripha) e “O melhor dos mundos possíveis” (publicada originalmente em 2007 na revista Alienz), acompanhadas do poema narrativo “Convenção dos Monstros”. Passado e futuro, mito e terror, poesia e quadrinhos se misturam numa edição composta por belas capas e fantásticos desenhos.

Histórias Extraordinárias
Criação e roteiro: Wellington Srbek
Capa e contracapa: Carlos Fonseca
Desenhos: Fernando Cypriano e Eduardo Pansica
Editora: Mais Quadrinhos
58 páginas

08/08/16

Solar: Capítulo Especial!

Num lançamento digital exclusivo pela plataforma Social Comics, chega uma nova HQ do herói Solar, com roteiro de Wellington Srbek, arte de Carlos Fonseca e balonamento por Cleber Campos.

Solar: Capítulo Especial mostra as consequências e repercussões dos fatos ocorridos ao final da edição anterior, revelando o que aconteceu com Solar e quais desafios aguardam o herói daqui para frente. Além de trazer um roteiro totalmente inédito, a edição especial se destaca pelas fantásticas páginas produzidas em arte digital.

Solar: Capítulo Especial
Criação e roteiro: Wellington Srbek
Arte digital: Carlos Fonseca
Balonamento: Cleber Campos
Editora: Mais Quadrinhos
14 páginas em cores

06/08/16

Solar: Capítulo Especial (prévia).

Em 2015, enquanto concluía a preparação do álbum Solar: O Caminho do Herói, escrevi e desenhei o roteiro para o décimo capítulo da série, que ganharia um tratamento muito especial na fantástica arte digital do amigo Carlos Fonseca (da qual temos uma bela amostra na página acima).

Conheci Carlos há uns vinte anos na UFMG, ele cursando Artes Plásticas, eu cursando História. Na época surgiu a ideia de fazermos uma HQ juntos, o que não aconteceu, embora tenhamos produzido capas para edições independentes que lancei nos anos seguintes (Caliban n°4, Monstros e Alienz).

Na certa, valeu a pena esperar vinte anos para ver um roteiro meu ilustrado por ele, ainda mais sendo um capítulo de Solar!

04/08/16

Solar em edição digital!

O herói brasileiro Solar ganhou uma versão inteiramente renovada nos álbuns Solar: História de Origem (2014) e Solar: O Caminho do Herói (2015), reunidos agora numa coletânea digital. Solar: Volume 1 traz todo o conteúdo das publicações anteriores, estando disponível para os assinantes da plataforma Social Comics.

Solar nos apresenta Gabriel Nascimento, um jovem que levava uma vida comum, até o dia em que descobriu possuir incríveis poderes. Mas essa descoberta traz também mistérios e desafios que ele terá de enfrentar para encontrar seu destino e proteger as pessoas que ama. Após uma conversa com um urubu falante, um reencontro familiar e uma vertiginosa experiência xamanística, chega a vez de o herói encarar seu arqui-inimigo. Tudo isso numa HQ com roteiro envolvente e ótimos desenhos.

Solar: Volume 1
Criação e roteiro: Wellington Srbek
Desenho e cores: Abel Vasconcellos
Balonamento: Cleber Campos
Editora: Mais Quadrinhos
94 páginas em cores


As edições impressas da série continuam à venda para todo o Brasil pela Comix Book Shop: