28/09/2009

O Herói na Grécia Antiga.


Entre 1995 e 1996, quando eu produzia a primeira versão de Solar e chegava à metade do curso de História na UFMG, realizei uma pesquisa de iniciação científica sobre a figura do herói na Grécia antiga. Tendo orientação do Prof. Dr. Dabdab Trabulsi e contando com uma bolsa do CNPq, o estudo consistiu numa análise das obras A Ilíada de Homero e Édipo Rei de Sófocles.

Realizada numa época em que os alunos de graduação podiam escolher e montar projetos de iniciação científica, essa foi minha primeira experiência com a pesquisa acadêmica, que anteciparia meus trabalhos de Mestrado e Doutorado (esses já sobre temas mais ligados a este blog: os quadrinhos e a caricatura). O texto final de minha pesquisa de iniciação científica acabou originando meu primeiro livro teórico, lançado em 2004 na coleção Quiosque da editora Marca de Fantasia.

Esgotado há algum tempo, O Herói na Grécia Antiga acaba de ganhar uma nova edição, fazendo parte agora da Série Veredas e ganhando um formato e uma capa que o aproximam do outro livro meu nesta coleção, O Riso que Liberta. Aos interessados na figura do herói e nos temas da mitologia e da literatura clássicas, fica aqui o convite para conhecerem esta nova edição de meu livro, que pode ser adquirido pelo saite da editora, onde há um texto de apresentação escrito pelo editor Henrique Magalhães.

O Herói na Grécia Antiga
2ª edição.
76p, 13cm x 19cm.
R$ 12,00.

2 comentários:

Jaison disse...

Em "O Riso que Liberta", você falou muita coisa que eu li e pesquisei sobre a "arte da mímese ou a arte como mímese". Textos escritos por Aristóteles de compreensão difícil, mas quando entendemos, temos uma base melhor da arte dramática atual. Além de muitas outras referências complicadas de encontrar que eu posso pesquisar a partir do seu livro. Se "O Herói na Grécia Antiga" seguir esse contexto, com certeza vale a pena dar uma conferida. Não é "rasgação de ceda" não: quando o negócio me agrada, eu faço mesmo! Falou cara...

Wellington Srbek disse...

Rapaz, "O Herói na Grécia Antiga" e "O Riso que Liberta" ligam duas pontas de minha carreira acadêmica: a da pesquisa de iniciação científica com a da tese de doutorado.
Nos dois livros, falo da Grécia e do teatro grego. Fora o fato de que esta minha pesquisa inicial sobre o herói e o teatro influenciou muito a versão original do Solar, que era uma espécie de "herói trágico" (em contraposição com o atual Solar que é um "herói cultural").
Enfim, não é também querer "vender o peixe", mas acho que você pode se interessar por este livro.
Abraço!